Setor de energia solar deve ganhar cerca 5,4 mil novas empresas no País em 2021

Organizações geraram cerca de 68 mil postos de trabalho nos últimos 12 meses, um acréscimo de 92% em relação às contratações realizadas entre 2012 e 2019

Por Portal de Notícias 13/01/2021 - 08:30 hs
Foto: Banco de imagens
Setor de energia solar deve ganhar cerca 5,4 mil novas empresas no País em 2021
Setor de energia solar deve ganhar cerca 5,4 mil novas empresas no País em 2021

O setor de energia solar vive um crescimento exponencial no Brasil, com uma taxa de cerca de 450 novas empresas por mês no País, segundo mapeamento do Portal Solar, maior marketplace do segmento no País. A perspectiva é chegar no fim do ano com aproximadamente 5,4 mil companhias entrantes no mercado fotovoltaico nacional, que vai corresponder a um crescimento de 27% no volume atual de organizações no segmento, hoje com 20 mil.
De acordo com o levantamento, somente no último ano, as empresas que atuam no segmento de geração solar distribuída, entre distribuidores, revendedores, instaladores, projetistas e outras, geraram aproximadamente 68 mil empregos no País, um acréscimo de 92% em relação às contratações realizadas entre 20212 e 2019.
Segundo Rodolfo Meyer, CEO do Portal Solar, o setor solar acrescentou uma média de 600 novas empresas por mês durante o auge da pandemia no País, entre abril e novembro de 2020.
- Nos últimos meses, porém, houve uma estabilização no mercado, com uma taxa mensal de 450 novas companhias, o que ainda é bastante significativo. Mas, para se ter uma ideia, nos de 2016 e 2017, o índice de surgimento de novas organizações por mês não ultrapassava a marca de 250 - comenta.
Estimativas do setor dão conta de que as companhias de geração solar distribuída empregam atualmente cerca de 130 mil profissionais, com investimentos acumulados que ultrapassam R$ 21 bilhões em usinas de autogeração de energia em residências, comércios e indústrias. O País possui hoje mais de 350 mil sistemas fotovoltaicos instalados em telhados e pequenos terrenos, num total de 4,6 gigawatts (GW) em operação.
Em pesquisa realizada em 2020 com mais de 1,5 mil empresas do setor, o Portal Solar constatou que 41,2% das companhias trabalham com energia solar fotovoltaica a menos de um ano, 27,1% de um a dois anos, 19,5% de dois a três anos, e apenas 12,3% atuam mais de quatro anos. Outro dado é que 6% ultrapassaram a marca de 50 sistemas instados, 57,9% instalaram de 10 a 50 sistemas e 36,4% ainda não completaram três instalações.
Do total de sistemas fotovoltaicos instalados até hoje em telhados e pequenos terrenos cerca de 75 mil projetos estão cadastrados e já foram submetidos para certificação no Portal Solar. Com isso, já são mais de 3,7 mil empresas instaladoras que possuem o Selo Portal Solar de qualidade.
- O que construímos aqui no Portal Solar é a maior e mais qualificada base de instaladores de energia solar no Brasil. Os clientes finais também são incentivados a deixar sua avaliação sobre os instaladores certificados e assim fornecemos um mecanismo de classificação para que o mercado busque sempre melhorar, além de facilitar a vida do consumidor para encontrar instaladores qualificados e com avaliações reais - comenta o CEO do Portal Solar.
Prova de que esse mecanismo funciona é o índice de inadimplência no financiamento oferecido no próprio Portal Solar, que foi reduzido de forma drástica quando o serviço é prestado por um instalador certificado no marketplace.
- Trata-se do nascimento de um segmento que, em questão de dois anos, será o maior dentro do setor elétrico -  aponta Meyer.

Sobre o Portal Solar

O Portal Solar é o primeiro e maior portal especializado em energia solar do Brasil. O portal ajuda o consumidor a entender a tecnologia fotovoltaica, encontrar os melhores instaladores e produtos do mercado e oferece financiamento para compra de sistemas de geração distribuída.

Entre para o grupo do Portal de Notícias no Telegram e receba notícias da região








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.