Brigada Militar prende suspeito de tráfico de drogas sintéticas em Charqueadas

Foram apreendidos 477 selos do entorpecente conhecido como NBOMe

Por Portal de Notícias 15/10/2020 - 15:14 hs
Foto: Comunicação Social do 28° BPM
Brigada Militar prende suspeito de tráfico de drogas sintéticas em Charqueadas
Foram apreendidos 477 selos do entorpecente conhecido como NBOMe

Na noite desta quarta-feira (14/10), a Brigada Militar prendeu um homem de 27 anos por tráfico de entorpecentes no bairro Otília, em Charqueadas.
De  acordo com a BM, a prisão ocorreu quando os policiais militares da Força Tática do 28° Batalhão de Polícia Militar (28º BPM) realizavam patrulhamento na Rua Rondônia e visualizaram dois suspeitos. No momento em que os policiais iniciaram a abordagem, um dos suspeitos tentou fugir, mas foi contido. Com ele foi encontrada uma cartela contendo 477 selos da droga sintética alucinógena conhecida como NBOMe, além de um cigarro de maconha e dinheiro. Com o outro suspeito foi encontrado um cigarro de maconha.
Os dois homens foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Charqueadas presos em flagrante pelo crime de tráfico de entorpecentes.

Saiba Mais

De acordo com a Fundação Para um Mundo Sem Drogas, o NBOMe, conhecido também como “N-bomb” ou “Smiles”, é um alucinógeno sintético potente vendido como uma alternativa ao LSD ou mescalina (uma droga alucinógena feita a partir de um cacto). Há diversas variações desta droga, mas 25I-NBOMe, geralmente abreviada como “25I”, é a forma mais usada e mais potente. Os efeitos de uma quantidade mínima da droga podem durar até 12 horas ou mais.
O NBOMe cria um efeito alucinógeno similar a doses extremamente pequenas do LSD. Os usuários informam que os efeitos negativos e os efeitos posteriores da droga são piores que os efeitos do LSD. Também imita os efeitos da metanfetamina.
Uma dose de 750 microgramas, considerada a média para uma dose alta, tem aproximadamente o tamanho de seis grãos pequenos de sal.








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.