VÍDEO | Empreendedores lançam marketplace na região Carbonífera

Carbo.Go tem como proposta ser um meio rápido e seguro das empresas da região levarem seus negócios para o meio digital

Por Portal de Notícias 15/10/2020 - 14:35 hs
Foto: Reprodução
VÍDEO | Empreendedores lançam marketplace na região Carbonífera
Equipe da Carbo.Go fala sobre o projeto e as oportunidades para os empreendedores

A pandemia da Covid-19 está acelerando o mercado de marketplaces, que não param de crescer. Segundo dados da E-Commerce Brasil, no primeiro semestre de 2019 os marketplaces cresceram 13%, com um faturamento de R$ 17,6 bilhões, enquanto o e-commerce, de modo geral cresceu 12% e teve um faturamento de R$ 26, 4 bilhões. Para este ano, a estimativa de crescimento do setor está acima de dois dígitos.
Com um olhar no crescimento do setor e apostando no crescimento regional, três jovens empreendedores da região Carbonífera do RS, Clarissa Figueiró, Priscila Arruda e Lucas Jarces lançam no próximo dia 31 de outubro, o Carbo.Go, um marketplace regional que tem como proposta ser um meio rápido e seguro das empresas da região levarem os seus negócios para o meio digital, aproveitando o momento favorável.
Em entrevista ao Portal de Notícias, Priscila Arruda e Lucas Jarces falam que o propósito do negócio é manter a comunidade unida e com capacidade de crescimento, tendo o Carbo.Go como mais um canal de vendas para manter os seus negócios e continuarem a contribuir com empregos e renda na região Carbonífera.
Para vender no marketplace Carbo.Go, o empreendedor precisa ter CNPJ e disponibilizar dez produtos ou cinco serviços exclusivos. Não tem mensalidade fixa e a empresa que vender pelo marketplace pagará apenas uma comissão sobre as vendas.
Acompanhe no vídeo a entrevista com a equipe Carbo.Go e saiba mais sobre esta oportunidade de negócios:








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.