Repressão a drones é intensificada na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas

Medida tem possibilitado a interceptação e apreensão de drogas, celulares e outros ilícitos

Por Portal de Notícias 28/09/2020 - 17:30 hs
Foto: Seapen/Susepe divulgação
Repressão a drones é intensificada na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas
Apreensões de drones ocorrem em ação integrada com os órgãos de segurança

O trabalho de vigilância dentro da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC) tem sido intensificado, desde o início da pandemia. Consequência disso, na madrugada desta segunda-feira (28/09), por exemplo, por volta das 2h30, os agentes de plantão identificaram, interceptaram e abateram um drone, que realizava o arremesso de um invólucro, contendo materiais eletrônicos (três telefones celulares, dois cabos de carregador de celular e 10 chips de telefonia).
No dia anterior, último sábado (27/09), outro drone realizou a mesma tentativa, arremessando um invólucro no pátio do pavilhão C, sendo apreendidos quatro celulares e 14 chips de telefonia. Os materiais ilícitos apreendidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Pronto Atendimento do Município, para os devidos registros.

Vigilância redobrada na PASC

As ações contra esse tipo de delito têm se intensificado muito, na PASC, nos últimos meses, dada a incidência cada vez maior desse tipo de tentativa de burlar a segurança, que acontece diuturnamente, tendo sido avistado, em apenas um dia, três tentativas frustradas. Para isso, a Penitenciária conta, além da vigilância interna dos servidores, com a colaboração efetiva do 28º Batalhão de Polícia Militar de Charqueadas, que faz o monitoramento externo da casa prisional.
- Essa união de esforços entre as instituições de segurança tem sido fundamental, permitindo um relativo sucesso na repressão a um advento tecnológico que tem sido cada vez mais utilizado em todas as casas prisionais. Só com a eterna vigilância e o combate contínuo poderemos evitar a entrega de ilícitos cada vez mais perto dos seus receptores – diz o vice-diretor da PASC, Julio Munhoz.
Já o secretário da Seapen, Cesar Faccioli, destacou a importância das ações integradas.
- Estas rotinas são parte de uma diretriz que temos procurado imprimir, inspirada na criação da própria secretaria. Tanto no sentido de fortalecer as parcerias com as demais áreas da segurança pública, quanto naquilo que definimos como Presença Plena do Estado (PPE), nas quais são priorizadas ações de tratamento penal, ao mesmo tempo em que investimos fortemente na manutenção da segurança e da disciplina no ambiente prisional - concluiu.

Entre no grupo do Portal de Notícias no Telegram e receba notícias da região








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.