Reunião no Legislativo debate soluções para o desenvolvimento de Charqueadas

Câmara realizou a 1ª Reunião Aberta com Poder Executivo e empresários locais

Por Portal de Notícias 14/05/2018 - 23:48 hs
Foto: Renato Miller / Especial
Reunião no Legislativo debate soluções para o desenvolvimento de Charqueadas
Empresários participaram do encontro na noite desta segunda-feira

Atualizado em 15/05/2018 - às 9:57

RENATO MILLER SILVA

A Câmara de Vereadores de Charqueadas realizou, na noite de segunda, 14, uma reunião aberta com o propósito de debater e buscar soluções para indústria e comércio do município e região Carbonífera.
O presidente da Câmara Municipal, Ubiratan Amaral (Bira – MDB) abriu a reunião falando dos objetivos desta primeira reunião aberta e relatando as dificuldades na área do emprego que o município vem enfrentando.
Os participantes puderam fazer questionamentos ao Executivo Municipal, que foi representado pelo coordenador do Desenvolvimento Econômico, Abrelino Freitas de Barros, pelo vice-prefeito, Edilon Lopes, e demais secretários e coordenadores.
As perguntas foram principalmente sobre questões de fiscalização aos comerciantes e a falta de incentivo aos empreendedores.
O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Nairo Delfin Mirapalheta, disse que o Executivo deveria resgatar a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para que o secretário auxilie os empresários na busca de melhorias. Destacou o Distrito Industrial e perguntou se a área está apta a receber uma indústria. Falou também, que está faltando um trabalho maior na questão de qualificação da mão de obra.
O coordenador Abrelino Freitas disse que a Prefeitura está buscando o entendimento com os empresários. Destacou o trabalho feito nas microempresas da cidade, fomentando as compras no comércio local.
- Atualmente, o Executivo Municipal está tratando com a CDL sobre as dificuldades e a busca por soluções simples. Na indústria não é diferente, busca resolver a falta de mão de obra específica e qualificada. O Executivo pretende realizar parceria com órgãos estaduais, como o Senai. A iniciativa da Câmara é louvável, mas é necessário o engajamento de todos - disse Freitas.
Em relação à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Abrelino disse que a administração teve de reduzir custos e está pagando por uma condenação do Projeto Cura. Sobre o Distrito Industrial, atualmente, a maior dificuldade é recurso financeiro para melhorar a infraestrutura das áreas. Sobre a Sala do Empreendedor, disse que ela existe, mas foi reduzida a duas pessoas: o próprio coordenador e uma funcionária.
O vice-prefeito Edilon Lopes destacou a iniciativa da Câmara de Vereadores em buscar alternativas para os problemas da cidade.
- Início fazendo menção elogiosa ao presidente em proporcionar este encontro onde se discutem problemas e se buscam soluções. Enalteço a presença de grande parte do empresariado charqueadense que, se não foi no volume esperado, pela qualidade dos representantes o sucesso da primeira reunião aberta está consagrado - destacou Edilon Lopes.
Lopes disse entender a preocupação do empresariado quanto à falta de uma Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a fusão de outras secretarias, mas justificou que isso ocorreu devido à crise que se abateu sobre o município e que a administração se obrigou a realizar medidas drásticas.
Lopes disse que o Executivo está atento e trabalhando e que a reação para este ano vem da criação de um fundo de desenvolvimento econômico para o município.
- Não estamos com os olhos fechados. A administração tem reagido. Estamos fazendo inúmeros contatos com empresários, mas com cautela e preservação. Hoje, existe implantada uma guerra fiscal no país. Estados oferecem vantagens para empresários de outros estados. E, nos municípios, não é diferente. Estamos promovendo iniciativas e vamos desenvolver o Projeto de Lei para a criação de um fundo de desenvolvimento econômico. Queremos fazer a construção deste projeto em conjunto com o Legislativo e os empresários – revelou Lopes.
O presidente da Câmara, Ubiratan Amaral, disse que com esta primeira reunião foi dado o primeiro passo, que é identificar os problemas da cidade. Depois, devem ser realizadas ações prioritárias para resolvê-los. Posteriormente, procurar resolver os problemas individuais dos empresários.
- A CDL será parceira pelo lado os comerciantes e o Legislativo o elo com o Executivo. Será aberta uma comissão de vereadores para colher informações e soluções para os empresários. Daqui a dois ou três meses, será organizada a segunda reunião aberta – disse.
Segundo a vereadora Rosângela Dornelles (PT), alguns apontamentos e encaminhamentos foram definidos na reunião, como a instalação de uma comissão especial em defesa do emprego, como a que foi instalada em 2009 e que fez um perfil econômico do município para assessorar o Executivo; que seja reativada a comissão de emprego e renda no município, que está desativa e poderia estar usando recursos do FAT para qualificação de mão de obra; que seja feita uma força tarefa em buscar empregos no setor metalmecânico, inclusive com custeio pelo município de transporte aos trabalhadores de Charqueadas; que o Executivo Municipal apresente, em caráter de urgência, em 30 dias, um plano de combate à crise com uma reestruturação fiscal e de incentivo aos empresários locais, devido à gravidade do desemprego.
Também participaram da reunião os vereadores Pedrinho, Esporinha e Patrícia Ferreira.