Hospital de Charqueadas pode ser reaberto

Proposta de um convênio de R$ 750 mil é analisada pelo Governo do Estado

Por Portal de Notícias 06/10/2017 - 14:31 hs
Foto: Divulgação
Hospital de Charqueadas pode ser reaberto
Representantes de Charqueadas tivedram reunião com o secretário Gabbardo

Cauê Florisbal

Após reunião com o secretário estadual de Saúde, João Gabbardo dos Reis, autoridades do Município de Charqueadas ficaram esperançosas com a possibilidade da reabertura do hospital local. A reunião, que foi agendada pelos deputados Luis Augusto Lara e Ronaldo Santini e pela a vereadora Patrícia Ferreira, esclareceu detalhes sobre o convênio entre o Estado e o Município.

Durante a reunião, que aconteceu na última terça-feira, 3, Gabbardo sinalizou com a possibilidade de reabertura do hospital. Segundo o prefeito Simon Heberle, o Governo do Estado não cogita a reabertura de um pronto atendimento, mas sim de uma unidade hospitalar, porque os valores são aproximados. A parceira com o Vila Nova deverá abrir um hospital com internações, exames, cirurgias eletivas, endoscopia, colonoscopia, entre outros serviços que estão sendo discutidos com a área técnica do Estado.

- A cada dia que passa o Governo do Estado vem dando condições de avançarmos na questão da reabertura do hospital de Charqueadas. O Município levou ao Estado a proposta de voltar a fazer os serviços que antes eram prestados, de pronto atendimento, urgência e emergência. Mas eles não trabalham com essa possibilidade – disse o prefeito.

Heberle afirma que está trabalhando para em cerca de sessenta dias ter o formato definido do convênio e quais serviços serão executados. Também será definido o valor final do contrato. Hoje a proposta é de R$ 750 mil. O Município arcaria com R$ 350 mil e o Estado com R$ 400 mil, além de incentivos referentes ao sistema prisional e saúde mental. A expectativa é que, até o final do ano, o Governo do Estado já entre com o valor necessário para reabrir a instituição de saúde.

- Estamos unidos para que toda a região também possa utilizar os serviços que serão oferecidos aqui no Município – disse o prefeito.

Situação do Estado

Não foram poucas vezes em que o Governo do Estado atrasou os repasses de convênios com os municípios. As dificuldades financeiras foram pauta da reunião entre o prefeito Simon Heberle e o secretário João Gabbardo do Reis.

- O secretário foi muito realista na questão financeira do Estado e da Secretária de Saúde. Esta semana, não foram pagos os repasses aos hospitais e isso também foi tratado na reunião, mas o secretário entende que é necessária a readequação que o Estado vem fazendo em relação à saúde, colocando o pouco recurso que tem onde é mais necessário – afirma o prefeito.

Saúde prisional

Uma das reclamações da população que utilizava os serviços do Pronto Atendimento era quando os detentos do complexo prisional passavam na frente de todos na hora de serem atendidos, além da insegurança dos que buscavam o atendimento.

- Será equalizada essa questão, que há muito tempo vem dando transtornos no Pronto Atendimento. O Estado e o Município estão sendo parceiros para a abertura da ala prisional, onde a Susepe terá um acesso separado e não terá mais contato com o atendimento da população em geral – revela Heberle.

Entenda

Sem funcionar desde o último dia 13 de junho devido à crise financeira, a população tem reclamado da falta dos serviços que eram prestados pelo Pronto Atendimento. Os motivos alegados pelo Município para o fechamento foram o pagamento da dívida o Projeto CURA e o atraso dos repasses do Governo do Estado. Desde então a população de Charqueadas passou a ser atendida na Policlínica Municipal ou no Hospital de São Jerônimo.